Para atacar Bolsonaro, Globo transforma símbolos nacionais da Ucrânia em objetos nazistas

No domingo (31/05) durante as manifestações violentas e depredacões promovidas pela esquerda radical, a imprensa procurou mais uma vez, manipular o presente e o passado para atingir Bolsonaro.

E a bola da vez foram os símbolos nacionais da Ucrânia usadas por manifestantes favoraveis ao governo, então em questão de segundos, a Rede Globo transformou bandeiras e brasão de armas ucranianos em símbolos nazistas, pois para Grupo Globo, Grupo Folha, Grupo Abril, BBC Brasil e etc… o objetivo é criar uma crise institucional no Brasil e tirar Bolsonaro do poder de qualquer maneira, nem que para isso a realidade seja manipulada e a economia do país seja prejudicada pela crise institucional.

Justamente a Ucrânia foi uma das maiores vítimas do nazismo, onde após o homolodor stalinista, o exército hitleriano exterminou quase três milhões de ucranianos, e por consequência comunismo e nazismo hoje, são  criminalizados na Ucrânia.

Anteriormente, o site da Revista Veja havia feito o mesmo. E em relação a isso o Embaixada da Ucrânia no Brasil reagiu a Fake News e distorção da história feita propositalmente pela Veja com o objetivo de atingir Bolsonaro, e publicou a seguinte nota.

No dia 26 de maio de 2020, a Veja publicou o artigo “Manifestação pró Bolsonaro na Av. Paulista tem até bandeira neonazista” no qual foi feita uma tentavia arbitrária e subjetiva de interpretar o significado dos símbolos históricos e estatais da Ucrânia, inserindo-os deliberadamente na conjutura das discussões internas brasileiras.

A Embaixada da Ucrânia no Brasil categoricamente refuta a maneira tendenciosa e leviana como o artigo mencionado foi entitulado.

Aproveitando direito a resposta, consideramos que os valores de liberdade de expressão e da imprensa que as nossas nações compartilham não podem ser usadas para depreciação dos símbolos oficiais e históricos, bem como para denegrir a imagem de um país – parceiro estratégico do Brasil.

Gostaria de lhe informar que para milhões de ucranianos, tanto na Ucrânia como até mesmo no Brasil a bandeira rubro-negra simboliza a nossa terra e o sangue de nossos heróis derramado por Liberdade, Independência e Soberania da Ucrânia. Essa bandeira foi usada desde o século XVI pelos cossacos ucranianos nas lutas contra invasores estrangeiros, e por isso durante o século passado e no começo do século XXI virou o símbolo de luta dos ucranianos contra ocupação, chovinismo e imperialismo russos.

O tridente, é o brasão oficial do nosso estado desde época do Príncipe Volodymyr, que levou o Cristianismo para Rus de Kyiv no ano 988, e simboliza a Santíssima Trindade.

Esses são os verdadeiros significados da bandeira histórica e do brasão da Ucrânia.

Cabe mencionar que no ano 2015, na Ucrânia, foi aprovada a Lei “Sobre a condenação dos regimes totalitários comunista e nacional-socialista (nazista) na Ucrânia e proibição de propaganda de seus símbolos”. Por isso também o uso da bandeira vermelha e negra e do brasão da Ucrânia tanto no nosso país, como no Brasil não tem nada a ver com o movimento neonazista. Tal interpretação é manipulação predileta da propaganda russa (soviética) que continua a semear inverdades, odio, xenofobia e antisemetismo para enfraquecer a democracia nos nossos países.

Quanto aos movimentos da extrema direita na Ucrânia, não é dificil descubrir em fontes confiáveis que os seus representantes juntos conseguiram o máximo de 1,5-2% do voto popular nas últimas eleições presidenciais nos anos 2014 e 2019. O movimento “Setor da Direita” que surgiu como reação da sociedade contra interferência da Rússia nos assuntos internos da Ucrânia e virou o partido político depois da ocupação ilegal da República Autônoma da Criméia pela Rússia e começo da agressão da mesma no Leste da Ucrânia, não apresentou os candidatos durante as eleições parlamentares do ano passado.

Acreditando no apelo da VEJA em sua biografia em redes sociais como o Twitter “compartilhe verdades”, peço que o Senhor publique essa carta e consulte a Embaixada sobre assuntos da historia e da atualidade da Ucrânia

Atenciosamente,

(assinado)

Rostyslav Tronenko
Embaixador da Ucrânia no Brasil

Publicidade:

Chega de censura no Facebook e Twitter, ou perseguição por parte do STF. Faça hoje mesmo um perfil na rede social GAB e experimente a liberdade de expressão. Acesse https://gab.com/ faça seu perfil e convide seus amigos para serem livres com você. Gab é a única rede social que o STF jamais conseguirá censurar.

Alexandre Frota busca aliança com Lula para derrubar Bolsonaro

Frota convoca Lula, CUT, e Boulos para enfrentar o presidente

Alexandre Frota, atualmente filiado ao PSDB-SP surpreendeu os internautas nesta quinta-feira, 28, ao compartilhar em sua conta no Twitter uma mensagem sobre o ex presidiário Lula. No post, o deputado federal evidencia que o petista convocou uma reação contra Jair Bolsonaro.

“Lula está avisando. Acho que diante das ameaças vamos ter que ir para ruas e vamos p guerra. É hora de unificar e encarar”, escreveu o ex-ator.

Anteriormente ao post de Alexandre, Lula reagiu à frase do presidente “acabou, po**a”, se referindo ao Supremo Tribunal Federal

“Um aviso aos democratas do Brasil: os golpistas já colocaram o pé na nossa varanda. Se não houver reação, eles arrombarão a nossa porta”, escreveu.

Publicidade:

Chega de censura no Facebook e Twitter, ou perseguição por parte do STF. Faça hoje mesmo um perfil na rede social GAB e experimente a liberdade de expressão. Acesse https://gab.com/ faça seu perfil e convide seus amigos para serem livres com você. Gab é a única rede social que o STF jamais conseguirá censurar.

Em atitude criminosa, esquerda está tentando derrubar sites conservadores

Sem apoio significantes nas redes sociais e fora delas, a esquerda agora usa seus métodos criminosos de sempre, a mais nova estratégia agora é tentar derrubar sites conservadores.


Como se ja não bastasse as várias tentativas de hackeamento desses sites, e de invasão de grupos de apoio ao governo Bolsonaro no Facebook, os esquerdistas agora criaram um perfil no Twitter para tentar pressionar os anunciantes a deixar os sites conservadores.

Veja também;

O ataque é obviamente orquestrado, uma vez que demonstra haver pessoas dedicadas a passar o dia investigando esses sites, identificando anunciantes e cobrando deles que cancelem suas campanhas exibidas neles.

O perfil Sleeping Giants Brasil, por sua vez, surgiu anteontem, com um viés político declarado inclusive na imagem de perfil do mesmo, que traz a mão da revolução comunista. O perfil não é verificado, não dispõe de qualquer informação de contato ou dos responsáveis e ainda se diz inspirado por outro perfil chamado B.A.S.T.A, que declara abertamente trabalhar pelo banimento de filósofos de direita, jornalistas conservadores e pastores da plataforma.

Como é de conhecimento de todos, os sites conservadores não recebem qualquer verba pública, e a maioria deles sobrevivem apenas e tão- somente das doações e incentivos de seus vários apoiadores. Com o aumento do tráfego, visualizações e visitantes únicos na casa dos milhões de pessoas diariamente, esses sites passaram a chamar atenção de empresas de serviços e produtos, que veem aí a oportunidade para aumentar suas vendas, rendimentos e lucros através de anúncios nesses sites.

Por isso, pretendem, com uma campanha difamatória como essa que se faz agora, que empresas deixem de anunciar nos sites conservadores, não é apenas covardia; é criminoso. Atenta contra o livre-mercado. Objetiva calar os veículos jornalísticos independentes e retirá-los do mercado e calar as vozes conservadoras na internet.

Enquanto isso; políticos esquerdistas como Tabata Amaral (PDT-SP), Angelo Coronel (PSD-BA), estão elaborado projetos de leis contra o livre fluxo de informações nas redes sociais e na internet brasileira em geral, e deixar o ambiente exatamente igual as ditaduras socialistas como Venezuela, Cuba China ou Coréia do Norte.

Que Deus nos livre de tamanhas desgraças.

Falsos Direitistas: MBL sai do armário faz campanha com a esquerda para derrubar Bolsonaro

A pandemia de coronavírus está servindo para depurar a classe política e fazer com que certas predileções que permaneciam escondidas, gradativamente apareçam.

Uma demonstração disso é o Movimento Brasil Livre (MBL), que há algumas semanas atrás protocolou um pedido de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro, na Secretaria-Geral da Câmara dos Deputados

“Faria campanha com a esquerda. Se o objetivo é comum, qualquer um que faça manifestações é bem-vindo”, disse.

Segundo Kataguiri, todas as pessoas de qualquer vertente ideológica estão convidadas a pedir “Fora Bolsonaro”.

O MBL não mudou de ideia, nem de ideologia, apenas deixa aflorar o que sempre tentou esconder, o esquerdismo na sua cúpula.

Recentemente os membros do MBL passaram vergonha no episódio em que o presidente Jair Bolsonaro havia dito na sexta-feira, 08/05 em tom de ironia, que no dia seguinte realizaria um churrasco para até 300 pessoas no Palácio da Alvorada. Antes de o próprio presidente deixar claro que o churrasco não aconteceria realmente, o Movimento Brasil Livre entrou com uma ação na justiça contra a sua realização. [1] [2] [3]

Após o movimento foi alvo de ironias nas redes sociais; internautas, jornalistas, incluído o próprio presidente da República ironizaram a idiotice do MBL.

Alguns jornalistas idiotas criticaram o churrasco FAKE, mas o MBL se superou, entrou com ação na justiça”

Jair Bolsonaro

Rodrigo Constantino, por exemplo, comentou que o MBL “rasgou de vez a máscara de liberal e mostrou sua faceta autoritária.

E mais recentemente tentaram entrar com pedido de impeachment do presidente com base nos depoimentos de Moro e de Valeixo e do vídeo da reunião ministerial, no qual; Moro não apresentou provas, Valeixo negou interferência de cunho pessoal de Bolsonaro na PF e o procurador geral da República não irá apresentar denúncias contra Bolsonaro, por não haver no vídeo elementos que comprovem interferências na Polícia Federal.

Agora o MBL aposta tudo em uma entrevista feita pela jornal esquerdista Folha De São Paulo, no qual um empresário do PSDB ex-aliado e ex-suplente de senador de Flávio Bolsonaro, fala sobre uma suposta participação de membros da Polícia Federal contra os acessores de Flavio Bolsonaro em 2018, e que por interferências dos próprios policiais federais, “a operação não ocorreu para não prejudicar a candidatura do então vereador Flávio ao Senado Federal”. O MBL não perdeu tempo e já se reuniu à esquerda para tentaram um terceiro turno, eles repetem a ladainha de que a suposta interferência garantiu a vitória eleitoral de Bolsonaro, pois no entendimento deles, se operação tivesse ocorrido no então segundo turno, Haddad o poste de presidiário teria vencido a eleição. Estes inclusive já estão montando CPIs para tentar cassar a chapa presidencial de Bolsonaro e Mourão, e tentarem encaminhar por eleições antecipadas, um candidato de esquerda para a presidência da República, já que outras alternativas (como os pedidos de impeachment sem base e sem crime) para alcançarem o poder sem ganhar as eleições não está dando certo.

Mas o povo brasileiro não é idiota e sabe muito bem o que está ocorrendo.

Por isso o MBL um falso movimento de direita, está esvaziando de maneira avassaladora.

Kim caminha para ser um deputado de apenas um mandato.

STF autoriza bicheiros condenados a viajar para o exterior e abre o caminho para Lula ter a mesma regalia

O Supremo Tribunal Federal (STF) resolveu avançar ainda mais na concessão de benefícios a réus condenados em 2ª instância.

Segundo o Jornal de Brasília, “em decisões recentes, o presidente da Corte, Dias Toffoli, e o ministro Marco Aurélio Mello permitiram que três bicheiros condenados em segunda instância usufruíssem dessa liberdade passeando fora do Brasil.

Os passaportes dos contraventores estavam em posse da Justiça. Os ministros autorizaram a devolução dos documentos”.

Os beneficiários de mais essa inovação do STF são os bicheiros Anisio Abrahão David, João Oliveira de Farias e Lício Soares Bastos.

Os ministros Marco Aurélio Mello e Dias Toffoli foram os autores da absurda decisão.

A PGR se manifestou com veemência, contrariamente ao benefício:

“Considerando-se as inúmeras disparidades sociais enfrentadas quotidianamente no país, o deferimento de medidas de tal natureza (viagem a passeio) a réus condenados, detentores de poder aquisitivo inquestionável, contribui para o desprestígio da Justiça, a quem cabe zelar pela paridade de tratamento entre réus, acusados e investigados, vedando qualquer tipo de tratamento discriminatório entre eles”.

O infame pleito desses bicheiros também havia sido negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A decisão abre caminho para que o ex-detento Luiz Inácio Lula da Silva também possa gozar do mesmo benefício.

Uma lástima! É a lama!

Com informações; Jornal de Brasília

DPVAT: Auditoria confirma ligação da Líder com ministros do STF e Toffoli não comenta o caso

Um auditoria realizada pela KPMG, nas contas da seguradora Líder, mostrou a relação da seguradora com pessoas próximas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e inclusive com o presidente do STF, Dias Toffoli.

A seguradora Líder é a gestora do seguro de Danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre (DPVAT).

As auditorias, mostraram movimentações bancárias da Líder para conta de empresas cujo os sócios, têm ou já tiveram contatos com os ministros.

Uma das conexões da seguradora é com o advogado Mauro Hauschild. O advogado já atuou com assessor de Dias Toffoli, no STF. Na época, Toffoli ainda não presidia o Supremo.

Segundo a KPMG, entre 2012 e 2016, Hauschild recebeu em torno de R$ 3 milhões da seguradora Líder.

Dias Toffoli não quis se pronunciar sobre o assunto e sua assessoria afirmou apenas que “o relatório menciona ex-assessor em datas em que ele já não trabalhava mais no gabinete do ministro”.

A auditoria explica muita coisa, dia após dia as mascaras vão caindo e novas informações vão aparecendo.

Com informações; Jornal da Cidade

Jean Wyllys e Freixo divulgam nota de apoio ao Irã

Mesmo sendo homossexual, o ex BBB defende o Irã

O PSOL emitiu nota de apoio ao governo do Irã. O partido de Jean Wyllys e Marcelo Freixo lamentou a morte do que chamou de líder ‘Qasem Suleimani’.

A legenda classificou a defesa dos Estados Unidos como covarde e terrorista.

O Irã tem um regime que espanca mulheres e mata homossexuais. Mesmo assim, a turminha da resistência não quer saber…

‘Haddad está no poder’, lamenta Olavo de Carvalho

O PT se faz no poder em forma de dominação de entidades e ONGs

Olavo de Carvalho, um dos conselheiros do presidente da República, está insatisfeito quando a organização dos apoiadores da direita e de Bolsonaro.

Quando ele diz que Fernando Haddad está no poder, é para alertar que a mídia ainda é dominada por militantes socialistas. Isso também vale para as universidades, órgãos públicos, ONGs e entidades como OAB, de Felipe Santa Cruz.

O escritor diz que o bolsonarismo e os grupos de direita precisam se organizar e ocupar os espaços para tirar de vez o poder do PT e seus partidos aliados.

Deputada propõe projeto para eliminar professor ‘Zé droguinha’ das salas de aula

É claro que a militância do PSOL não gostou da ideia

Deputada Ana Campagnolo apresentou projeto para que professores da rede Estadual de Santa Catarina passem por exame toxicológico. A parlamentar representa a direita brasileira.

Publicidade:

Chega de censura no Facebook e Twitter. Faça hoje mesmo um perfil na rede social GAB e experimente a liberdade de expressão. Acesse https://gab.com/ faça seu perfil e convide seus amigos para serem livres com você.

Dessa forma, os alunos não ficarão sujeitos à figura do ”professor zé droguinha”, que em geral são militantes do PSOL, PT e PC do B.

Claro, a ideia incomodou a militância, que faz vistas grossas à presença de drogas em universidades…

Veja também:

PCdoB vai esconder o termo “comunista” do nome e a cor vermelha

O PCdoB vai esconder as palavras “comunista” e “partido” de sua sigla e adotará a marca “Movimento 65” e vai ocultar a cor vermelha no ano que vem, relata o site O Antagonista!.

Inicialmente, a ideia era que o partido mudassse de nome.

Em razão da resistência de filiados, porém, optaram em adotar o “nome fantasia” e a cor vermelha para enganar as pessoas.